5 dicas para abrir sua loja online e faturar mais

5 dicas para abrir sua loja online e faturar mais

De acordo com uma pesquisa realizada em outubro pela Serasa Experian, ter um marketplace é a estratégia favorita de 26% dos empreendedores no Brasil para realizar suas vendas online. O termo em inglês se refere a um mercado virtual, em que os consumidores conseguem acessar diversas lojinhas em uma única plataforma.

Sabendo que essa é uma boa opção para alavancar as vendas, especialmente diante da expansão do e-commerce no país durante a pandemia, a Serasa Experian separou cinco dicas práticas para os empresários interessados em explorar o segmento aproveitarem o melhor das soluções disponíveis e faturarem mais em 2023. Confira a seguir:

1) Definir o público-alvo
Você já sabe para quem quer oferecer seus produtos? Definir o nicho do seu público-alvo é imprescindível para começar a vender online. Nesse processo, é importante definir as características demográficas (que englobam idade, gênero, orientação sexual, estado civil, residência e afins) e psicográficas (estilo de vida, hábitos, atividades, opiniões, interesses, entre outros).

Dessa forma, será possível entender qual a plataforma que mais conversa com os seus potenciais clientes e que pode facilitar que eles sejam alcançados.

2) Verifique a reputação de cada marketplace
Já existem inúmeras empresas de marketplace, como Shopee, Mercado Livre, Magazine Luiza e Americanas, por exemplo. Para escolher a que melhor atende a suas necessidades, comece pesquisando na internet sobre a reputação das plataformas, converse com empreendedores em fóruns e redes sociais e acompanhe sites de avaliação como o Reclame Aqui.

Fazer uma boa escolha impacta diretamente na imagem do seu negócio, pois ele estará diretamente ligado ao bom funcionamento da plataforma e à experiência de compra dos clientes nela.

online3) Pesquise sobre o funcionamento de cada marketplace
Considere a forma de gerenciamento de vendas de cada plataforma, se possui uma boa interface e como é a experiencia de compra dos clientes. A plataforma ideal deve ser simples, segura e prática, tanto para você e seu negócio, quanto para seu cliente na hora de realizar uma compra. Afinal, vocês dois dependem dela.

4) Atente para os certificados de SSL
Certificados SSL são protocolos de segurança que criam links criptografados entre um servidor web e um navegador como o Chrome, Safari, entre outros. Como os usuários de marketplace utilizam essas plataformas para suas compras e acabam compartilhando informações confidenciais (número de cartão, documentos pessoais, etc.), é importante que o ambiente seja seguro. Para ter certeza de que se trata de uma plataforma confiável, o endereço do site deve começar com https:// e ser precedido pelo ícone de um cadeado.

5) Calcule o investimento necessário
Lembre-se de que marketplaces cobram taxas que impactam seu lucro, por isso, verifique o quanto você pode investir e certifique-se se está dentro do seu orçamento. Não se esqueça de comparar as taxas entre as plataformas para garantir que aquela que você escolher está dentro da média do mercado.

* Nós, da agência de Marketing Digital 360 Zeal, oferecemos serviços para empresas que querem mostrar seus produtos na Internet, unindo o online e o offline. Entre em contato com nossa equipe!

Fonte: Administradores.

Deixe um comentário